A correria da ARTRIO

Desde que foi criada em 2009, sempre tive muita vontade de visitar a Feira de Arte do Rio (ARTRIO). Este ano aconteceu entre os dias 09 e 13 de setembro nos Armazéns do Cais do Porto, na Praça Mauá. Não é uma correria como nos Fashion Weeks, mas é necessário chegar cedo para acompanhar cada detalhe.

Apesar de ter uma participação reduzida das galerias neste ano pela “crise econômica” que atinge o país, foi possível ver grandes obras de famosas galerias do mundo inteiro, como a Galeria White Cube. No último armazém, era possível acompanhar a arte contemporânea, conceitual e uma sessão destinada para o arte design. No segundo armazém ainda era possível encontrar com muitas mais obras importantes da arte contemporânea e no primeiro armazém, encontravam-se obras contemporâneas ao lado de obras modernas.

Foi possível ver muitos dos meus artistas favoritos: Yayoi Kusama, Adriana Varejão*, Soto, Cruz-Diez, Williams Egglenston, Donald Judd, Richard Serra*, Wolfangs Tillmans, Damien Hirst*, Tracey Emin, Botero, Picasso, Dali, Ligia Pape, os Gêmeos, Romy Pocztaruk*, Luiza Baldan, Marcia Xavier, Mathew Barney*, João Modé, Cabelo, Barrão, Tunga, Miguel Rio Branco, Rodrigo Torres, Julio  Le Parc, Vick Muniz, Cristo*, Álvaro Seixas, Mira Schendel, Helio Oticica…

É muita coisa acontecendo no mundo ao mesmo tempo. Que bom que tem essa feira para acompanhar o que está acontecendo lá fora e cá dentro. Os artistas que possuem um asterisco são aqueles que queria muito ver e que admiro muito.

Advertisements

One thought on “A correria da ARTRIO

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s