Maratona de filmes!!!!

filmes

Depois de muito tempo só pensando em trabalhar, durante o feriado consegui me atualizar com documentários sobre alguns artistas importantes do século XX e XXI.

O primeiro foi o documental Finding Vivian Maier (2013), que busca desvendar quem é a fotógrafa desconhecida do mundo através da pesquisa do historiador John Maloof, quem por acaso comprou uma caixa cheia de negativos da artista numa subasta para ilustrar um trabalho na época da faculdade.

No entanto, John não encontrou nada que pudesse ajudar o seu trabalho, mas acabou percebendo que os negativos da Vivian continham um material interessante sobre a sociedade americana de 1940 a 1960. A partir desse momento, o pesquisador compra o restante das caixas da artista e inicia o seu rastreamento através daquelas pessoas com quem trabalhou. Outro ponto primordial sobre o filme, é de como consegue o pesquisador consegue colocar esse material à luz pública, dando-lhe a devida importância, mesmo não conhecendo o funcionamento do mercado e circuito das artes. No final, ele consegue expor as obras e se torna detentor dos direitos de comercialização das obras da Vivian.

O filme realmente faz querer conhecer mais sobre quem era Viviam e porque nunca expos seu trabalho. Para conhecer mais sobre a artista, visita o Site oficial da Vivian Maier.

Aproveitando o Festival do Rio, o Cine Arte Uff teve uma programação incrível para o mundo das artes visuais. Entre os filmes, encontrava-se Hockney, Jeff Koons e Station to Station do Doug Aitken. Todos artistas muito polêmicos no mundo das artes.

O documental sobre Hockney faz um levantamento biográfico do artista desde que ingressa na academia de artes em Londres, sua passagem pelos EUA, sua vida amorosa e luta pelos direitos dos homossexuais. O interessante é perceber como Hockney produzia suas obras e sua constante busca pela quebra de paradigmas na pintura em relação ao ponto de fuga, quando afirma que o seu ponto de fuga se encontra a partir do espectador para o quadro, enquanto que o tradicional seria visto do quadro para o espectador.

Hockney tira fotografias de tudo o que pinta e o mais interessante que os seus quadros parecem que vieram de um mundo imaginário e não daquilo que ele registrava, mas que mesmo assim, ainda é verdadeiro. Também é possível conhecer um pouco sobre a recente polêmica sobre o artista usar o Ipad, Iphone como ferramenta para “pintar novas telas”.

Para mim, o Hockney é o Warhol britânico da pintura.

Agora, o documentário sobre o Jeff Koons (2011) registra o momento da primeira retrospectiva do artista em São Francisco no ano 1992, aprofunda sobre as questões do processo de criação do Made in Heaven, sua relação com sua musa cadente Cicciolina, sua procura pelo mercado das artes, os colecionadores, seus primeiros trabalhos.

O que me chama a atenção, não é o trabalho do artista, mas as questões apresentadas pela montagem das obras, quando o próprio artista está envolvido nesse processo e, levanta-se o problema da preservação de obras com materiais diversos aos tradicionais.

O último filme é o documentário Station to Station de Doug Aitken, aonde artistas são convidados para percorrer quase 6.500 km, saindo do Pacífico, indo de encontro no Atlântico. Foi possível reconhecer alguns artistas de diversas linguagens, principalmente, músicos: Cat Power, Giorgio Moroder, Pati Smith, Beck. Os artistas visuais que integraram o projeto, por incrível que pareça, estava o brasileiro Ernesto Neto, Williams Egglenston.

O projeto é muito interessante, mas não ficou muito claro como funciona e confuso na construção do roteiro. Este ano, o projeto também foi realizado em Londres. Esperemos para ver o que virá.

http://stationtostation.com/

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s