Centro Cultural Helio Oticica

 

A experiência vivida no Centro Cultural Helio Oiticica no dia 7/01 não foi muito agradável em vários aspectos. A ideia era aproveitar um dia de verão com temperaturas e umidade alta para ver as exposições do CCHO, mas não foi nada daquilo que foi planejado.

Ao chegar no local, fomos invadidos por um cheiro insuportável de podridão que invadia até o segundo andar do espaço cultural, proveniente da rua.

No primeiro andar, encontrava-se a exposição Ils, Ellos, Elles da artista franco-argentina Julieta Hanono.

No segundo andar rola a exposição coletiva Nos Limites do Corpo, a qual não foi Possível ver pois o ar condicionado tinha quebrado e a umidade era tão alta e desagradável. É uma falta grave que afeta não somente o visitante mas as obras que se encontram no espaço.

A monitora pediu desculpas pelo ocorrido e indicou para continuar a visitar o espaço cultural no terceiro andar, pavimento reaberto em condições de “guerrilha” para abrigar o Balancete, uma exposição com dados e objetos do Festival do Coletivo Filé de Peixe, que apresenta o operacionalidade da economia informal por meio de videoartes, gráficos, tabelas, estadísticas, mapas, entre outros.

O terceiro andar é lindo, mas a exposição apresentava também alguns problemas ocasionados pelas intempéries como o calor com uma das obras que compõem a série com textos do livro do Walter Benjamin caída no chão. Por outro lado, percebe-se que o espaço tem problemas aparentes de infiltração, característica prejudicial às obras.

Em conversação com o funcionário temporário do espaço, a intenção era reabrir esse espaço de forma que obrigar ao seu reuso e pudesse ser falado sobre a necessidade de investir na manutenção do local. Entretanto, por mais que tenha escutado durante a faculdade de Museologia que o Brasil tinha um jeito tropical de preservação de suas obras, as condições precárias do espaço deveriam questionar se vale a pena manter o lugar aberto.

Também ficamos sabendo que atualmente o CCHO se encontra sem diretor no momento, já que a anterior pediu demissão antes da tomada de possessão das funções do novo prefeito eleito Marcello Crivella. Entedemos que existem questões políticas envolvidas. Mesmo assim, desejamos vida longa ao CCHO em condições melhores.

https://www.facebook.com/CMA.HelioOiticica

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s