O mundo pelo fotógrafo francês Raymond Depardon

DSC09378

Raymond Depardon – Yanomamis do Brasil

No segundo andar está rolando uma retrospectiva de fotografias do francês Raymond Depardon, Un moment Si Doux com 165 obras dividas em 3 salas do 2º andar do Centro Cultural Banco do Brasil no Rio de Janeiro, compreendendo o período 1950 a 2013, sob a curadoria de Hervé Chandés e Emmanuelle Hascoe. Continue reading

Advertisements

Vamos falar do livro A Garota da Banda de Kim Gordon

kimgordoagarota

Recentemente comprei o kindle e em poucas semanas já tinha lido alguns livros, entre eles A Garota da Banda, uma autobiografia da Kim Gordon, a baixista/guitarrista/vocalista do Sonic Youth e hoje vou falar minha impressão sobre ele.

Confesso que fiquei encantada com o conteúdo do livro porque há tempos a seguia pelo Instagram porque tinha descoberto que tinha se formado em Artes Visuais na década de 1970 e agora estava apresentando seus trabalhos artísticos pelas redes. Apesar de sempre ter gostado de música e ter iniciado o mesmo trajeto que ela fazendo uma faculdade, – a minha foi em Museologia e logo entrar para uma banda e começar a viver a vida. Nossa diferença é que ela era uma garota californiana que se mudou para New York quando se formou, teve sua primeira banda, trabalhou em galerias sem saber muito bem o que estava fazendo, segundo a própria, mas isso não foi um problema, escreveu muitos artigos sobre arte, principalmente, para o Artforum. Conheceu e foi amiga de vários artistas contemporâneos da época, como Cindy Sherman, a minha favorita Jenny Holzer, que trabalhava com projeções de frases, Barbara Kruger, Gordon Matta-Clark, Philip Glass, Richard Kern e de gente da área de cinema e moda, como Spike Lee e Sofia Coppola. Continue reading

O MAR traz uma seleção de fotografias de seu acervo na mostra Feito Poeira ao Vento

O Visita Guiada foi prestigiar a exposição Feito Poeira ao Vento composta por uma “significativa coleção de fotografias brasileiras” do acervo do Museu de Arte do Rio, desde o século XIX até os dias atuais, sob a curadoria de Evandro Salles, diretor cultural da instituição, para mostrar o percurso da fotografia como elemento de comunicação, documental até a sua inserção no campo da arte. Continue reading

Recorte da fotografia russa na exposição “A União Soviética através da câmera”

DSC01375.JPG

No Paço Imperial está acontecendo a exposição “União Soviética através da câmera” com 200 fotografias dos russos Vladimir Lagrange, Leonid Lazarev, Vladimir Bogdanov, Yuri Krivonossov, Victor Akhlomov e do lituanês Antanas Sutkus, sob a curadoria de Luis Augusto Carvalho e Maria Vragova, em parceria com o Museu Oscar Niemeyer e o Paço Imperial. Continue reading

Sinalização em exposições

DSC02256O tema “Selfie em Museus” já foi discutido em diversos artigos, mas vale a pena voltar a tocar o assunto porque acredito que em plena era digital é necessário que os especialistas dos museus estejam preparados para essa nova modalidade em se tratando de sinalizações adequadas nos espaços museais. Quando falo de especialistas, refiro-me a todas as áreas que trabalham interdisciplinarmente em função do projeto museográfico para que as sinalizações evitem acidentes com as obras – como aconteceu em 14th Factory, museu localizado na cidade de Los Angeles, onde uma pessoa tropeçou e desencadeou a queda de 10 displays em efeito dominó – ou permitam que o visitante possa de fato interagir com a obra sem medo. Continue reading